Vamos começar indo direto ao ponto: Feedback não se contesta, mas pode e deve ser questionado!

  • Jamais cometa o erro infantil de falar: “Posso afirmar com plena certeza que sua avaliação é equivocada!
  • O correto é perguntar: “Por que eu recebi esta avaliação?

Ninguém fica satisfeito com uma avaliação negativa, mas são os feedbacks negativos que apontam nossas falhas para que possamos corrigi-las.

Todos gostam de uma avaliação positiva, ok. Palmas!!!
Meu caro, você fez nada mais do que sua obrigação. Continue assim e depois de muito resultado, você vai fazer a diferença!

Quem devemos agradar: o seu superior ou o seu cliente?
Resposta: primeiramente precisamos agradar o cliente, mas também precisamos agradar nosso superior, nossos pares e aqueles que se reportam a nós.

Jamais conseguiremos agradar a todos! Isso é óbvio, esqueça esta pretensão.
Mas você deve agradar a maioria. Caso a totalidade de algum desses grupos não esteja satisfeito (ex. todos superiores, todos pares, todos aqueles que se reportam a você, ou todos clientes), a equação está falha e você está em sérios problemas.

Mas, se eu deixar meu cliente satisfeito, já não é suficiente? Claro que não!

  • Crie e conserve laços, são eles que te sustentam! -> respeito é a argamassa.
  • Não espere que os laços que você quebrou sejam consertados, automaticamente, num passe de mágica! -> mas o tempo cura… => balela! apenas você pode curar as feridas que causou.
  • Não mantenha laços, com aqueles que quebraram laços com outros! -> atenção, você pode estar quebrando os seus.

Todos seus relacionamentos são importantes (clientes, pares, reportes e superiores), uma rede rasgada não sustenta.